Bolívia: o incrível Salar de Uyuni - Day 3

O terceiro dia no Salar de Uyuni para quem vai da Bolívia para San Pedro de Atacama, no Chile, é o mais rápido, durando apenas algumas horas pela manhã. É possível ver o nascer do sol da estrada, pois os guias costumam sair bem cedinho, até para que os turistas não percam seus transfers na fronteira. Quando se está na Bolívia, nada é tão fácil quanto parece!

Dica #1: Fique ligado no horário. Eu, por exemplo, perdi meu transfer, que estava marcado para 9:30 da manhã por conta de um atraso desnecessário do meu guia. Ele sabia que tínhamos horário e, mesmo assim, ficou enrolando muito para sair de manhã. Achamos que foi uma vingança pelo dia anterior, no qual demos aquela atrasadinha básica de brasileiro, mas dessa vez ele jogou baixo, vai! 

A sorte foi que outro motorista aceitou nos levar, pois chegamos na fronteira depois das 10h e o nosso carro/van já havia partido. Caso perdêssemos esse outro transfer, que era o último, nós ficaríamos no meio do deserto até o dia seguinte, esperando no frio! Imagina o desespero!

Esse post será basicamente para alertá-los disso, pois as paisagens em si não estavam tão interessantes a ponto de sairmos do carro! Mas vou mostrar o que consegui registrar:

Geisers Sol de Mañana

Chegamos bem cedinho no local para pegar o horário que os geisers estão em atividade. É possível andar por ali, observar por um tempo a ação dos geisers e tudo mais. Muito legal para quem vê pela primeira vez! Depois paramos por um tempo nas águas termais do Salar, mas não tenho fotos dessa parte porque eu estava com muito frio e aproveitei para dormir mais um pouco dentro do carro quentinho! :P 

Deserto de Dali

Formações rochosas no estilo das pinturas de Salvador Dali

Formações rochosas no estilo das pinturas de Salvador Dali

Visualizamos montanhas e mais montanhas enquanto nosso guia corria para nos deixar a tempo na fronteira, pois essa hora estávamos, de fato, pressionando ele! Resultado: passamos direto pela Laguna Blanca e pela Laguna Verde - ele até deu uma paradinha, mas a cor não estava bonita, e por isso, nos apressamos para continuar o caminho. Acho que o melhor horário para visitá-la é na parte da tarde, ficamos um pouco chateados com isso. Mas estávamos tão atordoadas com o horário que nem iríamos curtir muito!

IMG_9653.jpg

A fronteira

Chegando na correria para pegar o carimbo (adoro!) e pagar uma taxa que eles cobram pela saída do país - que não é obrigatória, mas como não tínhamos tempo para discutir, deixamos os últimos bolivianos lá com os caras e fomos em direção à van que nos acolheu bondosamente. Foi aí que terminou nossa aventura pelo famoso Deserto do Sal, na Bolívia! Experiência única e indescritível, pela qual eu sempre serei grata!

Para ler sobre meu primeiro dia no Salar de Uyuni, clique aqui.

Para saber como foi o segundo dia, clique aqui.

Para saber sobre o resto da viagem, incluindo Deserto do Atacama e Machu Picchu, fique de olho! ;)


- Leia também -