Peru: realizando o sonho de conhecer Machu Picchu

Estava esperando ansiosamente para esse post entrar no ar, afinal, estamos falando de Machu Picchu! Esse lugar era, quando planejei, o auge de toda a minha viagem pela América do Sul - mas acabou que no caminho fui descobrindo lugares tão incríveis quanto, que me surpreenderam demais! E mesmo assim, Machu Picchu não perdeu seu brilho. ;)

Machu Picchu significa "velha montanha" no dialeto quéchua e conhecida como a "cidade perdida dos incas". É, sem dúvidas, um daqueles lugares que todo mundo deveria conhecer antes de morrer. Motivos não faltam: paisagens, história, cultura, energia, espiritualidade... tudo isso vai tocar sua alma.

Mesmo atraindo milhares de turistas todos os dias, é possível transitar bem pelas ruínas, e se você curte fazer trilhas, pode pensar em subir a montanha Wayna (Huayna) Picchu ou a própria Montanha Macchu Picchu. Mas atenção: é necessário comprar os ingressos com antecedência. Vou falar um pouco mais sobre essas trilhas no próximo post!

Acredita-se que a cidade tenha sido construída no século XV a pedido de Pachacuti (já falei sobre ele nesse post aqui) e abandonada a partir de 1532 com a chegada dos espanhois.

Todos os dias entram ali os mais diversos tipos de visitantes, desde mochileiros a senhorinhas de 80 anos, enfrentando uma altitude de 2.400 metros. Considerando que eu cheguei ao dobro disso quando visitei as Rainbow Mountains, Machu Picchu é bem tranquilo, embora você possa se sentir mal caso não tenha tido tempo de se aclimatar.

Falando um pouco mais sobre história, há alguns fatos curiosos a respeito da cidade: mesmo tendo sido construída no século XV, Machu Picchu só foi descoberta fora do país a partir de 1911 através dos relatos do pesquisador americano Hiram Bingham.

Foi ele quem reconheceu o local como um achado, tratando-se de um sítio arqueológico com uma vegetação que cobria o que é hoje um patrimônio mundial da Unesco. Hiram passou algum tempo estudando a área e ajudou a publicar uma matéria na revista da National Geographic com fotos e relatos do pesquisador. Veja a matéria aqui.

Outro fato curioso é que ali está apenas 30% da construção original, todo o resto foi montado muito tempo depois e pode ser facilmente reconhecido, tanto pelas cores das pedras quanto pelos encaixes. Sendo toda organizada para a passagem do deus sol, Machu Picchu é cheia de significados e simbolismos.

Considerada uma das 7 maravilhas do mundo moderno, a cidade que conta com templos, terraços agrícolas, praças, cemitérios, casas e outros "ambientes", vem sendo repensada quando se trata do turismo. O local é o ponto histórico mais visitado do Peru e recebe milhares de turistas diariamente, mas ninguém pode garantir que esse cenário se manterá por muito tempo...

PORTAIS PARA TODOS OS LADOS!

PORTAIS PARA TODOS OS LADOS!

O CAMINHO DO TREM DE ÁGUAS CALIENTES PARA MACHU PICCHU

O CAMINHO DO TREM DE ÁGUAS CALIENTES PARA MACHU PICCHU

Would anyone believe what I have found? - Hiram Bingham

- Leia também -