Peru: como chegar nas incríveis Rainbow Mountains Vinicunca

GUIAS-DE-VIAGEM-AM-SUL-06.jpg

Conhecida como "montanhas coloridas", elas existem em apenas 3 lugares do mundo: no Peru, na Argentina e na China. As "montanhas de colores" do Peru, mais especificamente, são ainda pouco conhecidas e exploradas, mas vêm sendo cada vez mais divulgada pelas agências de turismo da região. Confere aqui!

LINHA-CINZA.png

Quando se está em Cusco, quase todas as empresas oferecem o passeio, além de haver nativos disponibilizando cavalos para ajudar os mais fracos na subida. Eles ficam na base da montanha, e podem ser alugados por cerca de 60 soles, subida + descida. Eu bem que tentei subir por conta própria, mas confesso que por conta da altitude, tive que me render à ajuda do animal.

Não foi de todo ruim, pois pude aproveitar melhor a vista, que é bonita em todo o trajeto do passeio. Vai sempre uma pessoa acompanhando, pode ser homem ou mulher, jovem ou mais velho. Quem me levou foi a Luiza, uma senhorinha muito fofa e simpática. Parávamos eventualmente para beber água e para descansar - nós e o cavalo.

O local é bem deserto, por isso é importante levar uma mochila com água e coisinhas para comer, pois lembro de só ter visto vendedores ambulantes lá no alto da montanha. Esse passeio chega à 5.200 metros de altitude, o que é MUITO alto para o que estamos acostumados no Brasil. Acreditem, a hidratação ajuda muito para que a pressão não baixe. Sem água eu não teria sobrevivido...

Um outro ponto importante, é que a temperatura varia muito ao longo do dia, principalmente no inverno. Quando se chega na entrada do "parque", é ainda muito cedo e consequentemente, muito frio. É bom levar itens que possam ser tirados conforme o sol for subindo, como luvas, gorro, cachecol, meias e casacos. Leve também algo para proteger os ouvidos pois pode ventar muito, além de protetor solar e hidratante labial por conta do sol forte, mesmo quando faz frio. Eu repassava a cada 5 minutos e ainda assim sentia meu rosto queimando.

LINHA-CINZA.png

Como chegar lá?

Saindo de Cusco, o trajeto até a base dura cerca de 3 horas de van/ônibus. A maioria das empresas sai de Cusco às 3h da manhã, faz uma parada para o café da manhã às 6h e a subida propriamente dita começa por volta das 7h. A partir daí, são 3 horas de subida e cerca de 2 horas de descida, o que soma 5 horas de trajeto. Por volta de meio-dia, o grupo começa a se reunir de volta na base e um pouco depois das 13h acontece a parada para o almoço, no mesmo local do café da manhã. Por fim, às 14h se inicia o retorno para Cusco, que termina entre 17h e 18h já na cidade. 

Início do passeio, ainda de boa! :)

Início do passeio, ainda de boa! :)

O caminho por si só já é lindo...

O caminho por si só já é lindo...

essa foi pro insta stories!

essa foi pro insta stories!

meu companheiro de aventuras, até que me aguentou bem.

meu companheiro de aventuras, até que me aguentou bem.

aproveitei para ouvir uma playlist enquanto admirava a cena

aproveitei para ouvir uma playlist enquanto admirava a cena

ovelhas, lhamas, cavalos, patos, vários animais vivem ali

ovelhas, lhamas, cavalos, patos, vários animais vivem ali

eu no cavalo e meus amigos firmes e fortes ali na frente

eu no cavalo e meus amigos firmes e fortes ali na frente

chegar no topo compensa muito! essa cena é inacreditável!

chegar no topo compensa muito! essa cena é inacreditável!

Quem aí se animou pra conhecer esse lugar incrível?

Beijocas,
Mandzy.

LINHA-CINZA.png
 
VC-TB-PODE-CURTIR.jpg
 

Peru: vale a pena fazer a trilha de Wayna Picchu?

WAYNA-PICCHU-PERU.jpg

Wayna Picchu ou Huayna Picchu significa "jovem montanha". Com 2.720 metros de altitude, ela é bem famosa para quem visita Machu Picchu pois sempre aparece no fundo das fotos, mas o que muita gente não sabe é que é possível fazer uma trilha até o topo dela. Muitos não sabem também, que para subir é preciso comprar o ingresso com cerca de 2 meses de antecedência, já que as subidas são controladas por horário. Para ter o privilégio de apreciar a vista do alto dessa montanha, é preciso se planejar! 

LINHA-CINZA.png

Reza a lenda que "o topo da montanha era a morada do sumo sacerdote", e que todos os dias de manhã, ele descia até Machu Picchu, a cidade propriamente dita. Com o ingresso para Wayna Picchu, é possível chegar nas cavernas e no Templo da Lua, além do topo, é claro. A subida não é difícil, apesar de algumas partes serem íngremes (o cabo de aço ajuda) além do cansaço por conta da altitude. Eu achei que seria bem pior, e pude respirar aliviada quando completei o caminho.

Os seguranças do local avisam que há um horário para retornar, cerca de duas horas depois da sua entrada. Ou seja, entrei às 8h e voltei às 10h, mas esse tempo é tranquilo. Consegui até passar um tempo lá no topo contemplando, tirando fotos e fazendo um lanchinho, já que ninguém é de ferro. Leve água pois a subida pode ser bem mais cansativa sem a hidratação adequada!

No topo do mundo!

No topo do mundo!

Muito felizes, conseguimos!

Muito felizes, conseguimos!

Que energia boa!

Que energia boa!

Altitude...

Altitude...

Paradinha pra foto com cara de sono! :P

Paradinha pra foto com cara de sono! :P

E a energia desse lugar, mais uma vez!

E a energia desse lugar, mais uma vez!

Recomendo muito! ;)

Já fiz outro post mais especificamente sobre Machu Picchu. Leia aqui!

Beijocas,
Mandzy.

LINHA-CINZA.png

Peru: realizando o sonho de conhecer Machu Picchu

GUIAS-DE-VIAGEM-MACHU-PICCHU.jpg

Estava esperando ansiosamente para esse post entrar no ar, afinal, estamos falando de Machu Picchu! Esse lugar era, quando planejei, o auge de toda a minha viagem pela América do Sul - mas acabou que no caminho fui descobrindo lugares tão incríveis quanto, que me surpreenderam demais! E mesmo assim, Machu Picchu não perdeu seu brilho. ;)

LINHA-CINZA.png

Machu Picchu significa "velha montanha" no dialeto quéchua e conhecida como a "cidade perdida dos incas". É, sem dúvidas, um daqueles lugares que todo mundo deveria conhecer antes de morrer. Motivos não faltam: paisagens, história, cultura, energia, espiritualidade... tudo isso vai tocar sua alma.

Mesmo atraindo milhares de turistas todos os dias, é possível transitar bem pelas ruínas, e se você curte fazer trilhas, pode pensar em subir a montanha Wayna (Huayna) Picchu ou a própria Montanha Macchu Picchu. Mas atenção: é necessário comprar os ingressos com antecedência. Vou falar um pouco mais sobre essas trilhas no próximo post!

Acredita-se que a cidade tenha sido construída no século XV a pedido de Pachacuti (já falei sobre ele nesse post aqui) e abandonada a partir de 1532 com a chegada dos espanhois.

Todos os dias entram ali os mais diversos tipos de visitantes, desde mochileiros a senhorinhas de 80 anos, enfrentando uma altitude de 2.400 metros. Considerando que eu cheguei ao dobro disso quando visitei as Rainbow Mountains, Machu Picchu é bem tranquilo, embora você possa se sentir mal caso não tenha tido tempo de se aclimatar.

Falando um pouco mais sobre história, há alguns fatos curiosos a respeito da cidade: mesmo tendo sido construída no século XV, Machu Picchu só foi descoberta fora do país a partir de 1911 através dos relatos do pesquisador americano Hiram Bingham.

Foi ele quem reconheceu o local como um achado, tratando-se de um sítio arqueológico com uma vegetação que cobria o que é hoje um patrimônio mundial da Unesco. Hiram passou algum tempo estudando a área e ajudou a publicar uma matéria na revista da National Geographic com fotos e relatos do pesquisador. Veja a matéria aqui.

Outro fato curioso é que ali está apenas 30% da construção original, todo o resto foi montado muito tempo depois e pode ser facilmente reconhecido, tanto pelas cores das pedras quanto pelos encaixes. Sendo toda organizada para a passagem do deus sol, Machu Picchu é cheia de significados e simbolismos.

Considerada uma das 7 maravilhas do mundo moderno, a cidade que conta com templos, terraços agrícolas, praças, cemitérios, casas e outros "ambientes", vem sendo repensada quando se trata do turismo. O local é o ponto histórico mais visitado do Peru e recebe milhares de turistas diariamente, mas ninguém pode garantir que esse cenário se manterá por muito tempo...

PORTAIS PARA TODOS OS LADOS!

PORTAIS PARA TODOS OS LADOS!

O CAMINHO DO TREM DE ÁGUAS CALIENTES PARA MACHU PICCHU

O CAMINHO DO TREM DE ÁGUAS CALIENTES PARA MACHU PICCHU

Would anyone believe what I have found? - Hiram Bingham

E com esse quote eu termino o post de hoje! Curtiu?

Beijocas,
Mandzy.

LINHA-CINZA.png
 
VC-TB-PODE-CURTIR.jpg