Cartagena: super guia de viagem

Sobre Cartagena

A quinta maior cidade da Colômbia vai te impressionar! Primeiro porque você provavelmente acha que é uma cidade pequena - e realmente é se você só considerar a cidade amuralhada, mas há muito além para ser visto...

É uma cidade muito rica em história, cultura e gastronomia, com inúmeros estabelecimentos para visitar - então se você curte esse estilo de viagem, você pode passar dias e dias só curtindo o que Cartagena das Índias tem a oferecer!

Para quem curte um clima mais praiano, a cidade também atende - já pensou em adicionar uma ida à San Andrés? O que muita gente não sabe é que Cartagena é sim banhada pelo mar do Caribe, apesar de não ter aquela água clarinha. Por isso indico visitar sempre as ilhas! Pronta para montar o seu roteiro?

PORTA-CARTAGENA.jpg

Um pouco de história

Fundada em 1533, a Cartagena da Colômbia ganhou esse nome por conta da Cartagena da Espanha. Durante o período colonial, a cidade teve um papel fundamental na administração e na expansão do Império Espanhol nas Américas, sendo sede de governo e moradia dos vice-reis espanhóis. O centro histórico de Cartagena que fica dentro da cidade amuralhada, foi declarado Patrimônio Nacional da Colômbia, em 1959, e é hoje, Patrimônio Mundial da Unesco.

MURALHA-CARTAGENA.jpg

O que fazer

Uma vez que você está dentro da cidade amuralhada, você pode fazer tudo a pé: passear pela torre do relógio, pelas catedrais e praças, ver a estátua da gorda de Botero, as lojinhas e cafés da região, contornar a muralha, ir no Museu de Belas Artes, no Campanário, na Igreja e Monastério San Pedro Cleber, observar as casinhas coloridas e tomar um belo sorvete! Segue agora uma listinha de lugares que você pode conhecer:

Castillo San Felipe de Barajas: construída entre 1536 e 1657, é nada menos que uma fortaleza que protegia a cidade, considerada a maior construção feita por espanhóis no Novo Mundo. Além de ser uma enorme estrutura por fora, dizem que a parte de dentro é cheia de quartos, labirintos, corredores e túneis bem baixinhos e apertados, construídos de forma a surpreender o inimigo (atenção claustrofóbicos: não indico a ida!). Aliás, procure ir bem cedinho ou no final da tarde para fugir do calor!

Islas del Rosario: essas famosas ilhas ficam a cerca de 40 minutos de barco saindo do porto de Cartagena. É na verdade um arquipélago formado por 27 pequenas ilhas, onde a água do mar é bem bonita, diferente do mar em Cartagena. Você pode escolher em qual ilha ficar antes de fechar o seu passeio, dependendo do seu interesse. Se você procura, assim como eu, um lugar sossegado com uma boa experiência de atendimento, indico o Islabela Beach Club. Não indico Playa Blanca por ser bastante muvucado, apesar de ser um dos passeios mais vendidos. Obs: se você também pretende ir a San Andrés, pode considerar pular esse passeio à praia em Cartagena.

Getsêmaní: vale a visita nesse que é o bairro artístico e cultural de Cartagena, e que tem uma noite bastante animada. Lembra a Lapa, no Rio, mas sem muita bagunça, e com uma frequência boa. Mochileiros adoram se hospedar aqui: há bares, restaurantes e até boates na região. 

Bocagrande: caso você esteja hospedado dentro da cidade amuralhada, também vale a pena passear pela região nem que seja de taxi, para conhecer esse bairro que é um mundo paralelo. Moderno, com inúmeros prédios, restaurantes e lojas, também possui hoteis de rede caso você prefira se hospedar ali. A Praia em si não é muito boa, mas a região é conhecida como "Miami da Colômbia". 

Café del Mar: fica em cima da muralha, basta subir para entrar. Não precisa pagar nada, só o que for consumir e você tem a melhor vista do por do sol da cidade. Todos indicam e realmente vale a visita! O dj tocando house music faz o ambiente ficar ainda mais cool e descontraído! Eu amei! ;)

CAFE-DEL-MAR-CARTAGENA.jpg

Café Havana: o café mais tradicional da cidade, fica em Getsemani e abre a partir das 20h. Lá você consegue comprar cafés de lembrancinha, além de curtir uma noite e tanto!


Quando ir

Em Cartagena faz calor o ano todo. A média anual de temperatura está em torno dos 27ºC, mas a sensação térmica vai além disso, devido à umidade. As chuvas e os dias nublados aparecem mais frequentemente entre os meses de Maio e Novembro e o resto do ano é considerado seco. Fui em Setembro e teve bastante sol e pancadas de chuva rápidas!

Períodos de férias, como final de Dezembro a Janeiro e entre Julho e Agosto, costumam ser movimentados na cidade e ter preços de hospedagem mais caros. Fique atenta! 


BANNERS_VIAGEM-34.jpg

o que & onde comer

Restaurante Fuerte San Sebastián del Pastelillo: você vai se sentir de fato no Caribe dos filmes. Muitos frutos do mar e ambiente super agradável de frente para o lago. 

La Mulata: restaurante ideal para um almoço rápido e típico. A decoração é bem interessante e o preço convidativo. Lá você encontra muitos mochileiros e pessoas descoladas, comendo frutos do mar, patacones e arroz de coco. 

Marzola: restaurante argentino especializado em cortes de carne. É bem à vontade, tem uma decoração bastante típica e considero ideal para noites caídas. Cai bem com uma cerveja ou vinho naquele dia em que você quer vestir um look despojado e só relaxar. 

Hard Rock Café: dispensa apresentações!

Café Prispri: um cafezinho super simpático no meio do centrinho da cidade amuralhada. Abrem cedo (às 7h) para servir o café da manhã. Super indico caso sua hospedagem não sirva. Aproveitei o fim da tarde e experimentei uma bebida de Aveia com Canela que estava deliciosa!

CAFE-PRISPRI-CARTAGENA.jpg

Crepes & Waffles: rede de restaurantes super considerada na Colômbia toda, esse restaurante conta com um menu bem extenso, onde você escolhe comer crepes, waffles (jura?), massas, saladas, e outros pratos salgados. Destaque também para o menu de sobremesas com diversas taças de sorvete enormes e deliciosas! Você não vai querer perder!

CREPES-AND-WAFFLES.jpg

El Claustro Santa Clara: restaurante de cozinha internacional que fica dentro do Sofitel Santa Clara, tem preços super acessíveis e é bem descolado! Achei a minha cara, e optei por reservar o jantar ali para a minha última noite em Cartagena! Amei e super recomendo!

EL-CLAUSTRO.jpg

Di Silvio Trattoria: localizado em Getsemaní e em Bocagrande, também é super tradicional na cidade. Dizem que a pizza de lá é mara! Quando cheguei nele, estava fechado e dei de cara na porta. Alguns restaurantes da região fecham às 15h e reabrem para o jantar e outros funcionam só a partir das 19h. Procure checar os horários antes de ir!

La Cevicheria: quem ama ceviche não pode perder a experiência gastronômica desse restaurante, considerado o melhor restaurante de frutos do mar de Cartagena. Fica dentro da cidade amuralhada e funciona tanto no almoço quanto no jantar.

Juan Valdez: essa rede de cafés premium da Colômbia, está espalhada por todos os cantos. É uma marca de relevância para os colombianos, quase como um patrimônio, que utiliza o café de diversos produtores colombianos selecionados e possui uma grande variedade de cafés (alguns que eu nem conhecia) e de lanchinhos rápidos. Vale a pena conhecer e comprar o pó em caixinhas para levar de presente!


O que levar

O calor que faz em Cartagena não te permite andar de calça ou roupas muito fechadas e pesadas. Vá no básico do verão para não ter erro! Coloque na sua mala:

  • Chapéu
  • Hidratante corporal  
  • Shorts
  • Camisetinhas
  • Biquínis e maiôs para curtir as praias das Islas del Rosário
  • Protetor solar e protetor labial pois o sol é de arder!
  • Sandálias rasteirinhas é o que você mais vai usar por lá. Deixe os saltos em casa!
  • Batas e vestidinhos, tudo bem fresquinho
  • Uns 2 ou 3 looks mais arrumadinhos para sair à noite
  • Dinheiro em mãos
  • Go pro: para usar nas ilhas e fazer vídeos incríveis!

Onde se hospedar

A cidade amuralhada lembra a Europa, com suas construções baixas, muita história e cultura. Bocagrande lembra os Estados Unidos, com suas modernas construções, shoppings e hoteis de rede. E aí, qual dos dois lugares faz mais o seu estilo? Veja algumas boas opções e escolha qual combina com a sua proposta!

Sofitel Legend Santa Clara: o hotel mais tradicional da região, era um convento antes de virar hotel, naquele estilo de construção com um jardim no meio. Fica dentro da cidade amuralhada, no bairro de San Diego e possui 3 restaurantes com diferentes cozinhas que podem ser acessados por não hóspedes. Vale a visita! 

Mamma hotel: esse hotel boutique também fica dentro da cidade amuralhada, mas com uma proposta mais intimista. São poucos quartos, café da manhã restrito, mas muito conforto e estilo. Decorado com obras de arte de artistas colombianos, conta com uma piscininha para salvar do calor no fim da tarde e atendimento excelente (um beijo para a Lorena)! 

Hyatt: localizado na parte nova de Cartagena, conhecida como Bocagrande, esse é um hotel mais moderno e luxuoso, para quem procura uma grande rede de confiança. Fica um pouco afastado da cidade amurahlada mas nada que 10.000 pesos (cerca de R$10) de táxi não resolvam! 

Resumindo: indico se hospedar dentro da cidade amuralhada caso esteja em casal ou em família. Se estiver sozinha ou entre amigos e preferir um hostel, indico se hospedar em Getsêmani, bairro com a noite mais agitada. Se tiver tempo, complete sua estadia se hospedando também em Bocagrande, que é como se fosse uma outra cidade! 


Como se locomover

A pé: prepare seus pés para caminhar muito dentro da cidade amuralhada!

De táxi: caso fique cansada ou vá para distâncias maiores como Getsemani ou Bocagrande, os táxis valem super a pena! Já o Uber sai mais caro... 

De bike: quem se garante naquelas ruas estreitas, para andar junto com carros, também pode alugar bikes pra passar o dia a preços bem acessíveis

De barco: Ao fazer os passeios para as ilhas, inevitavelmente você terá que pegar um barco através de alguma empresa ou alugar sua própria lancha. Os colombianos estão experts nesses aluguéis, enquanto os turistas de fora fecham os passeios em barcos que normalmente saem bem cheios do porto.  

Obs: os ônibus da cidade são bastante esquisitos e não indicados para turistas. Só entre nele caso realmente queira vivenciar o dia a dia da população local, senão prefira fazer um city tour no famoso ônibus hop on hop off!


Como chegar

• Avião: Não há nenhuma companhia aérea que ofereça voos diretos entre as capitais brasileiras e Cartagena, mas há empresas estrangeiras que vão para a cidade, fazendo conexão em seus respectivos aeroportos de apoio.

Saindo do Brasil com destino a Cartagena, é possível voar: com a LATAM, fazendo conexão em Lima ou Bogotá; com a Copa, através do Panamá; e com a Avianca, também com conexão em Bogotá. O tempo de viagem varia de acordo com o trajeto, a cidade de partida e o tempo de conexão, porém calcule cerca de 7h no Trajeto Rio-Bogotá mais 1h30 no trajeto Bogotá-Cartagena.

Fazendo uma conexão em Bogotá, não deixe de incluir na bagagem de mão um agasalho porque, diferentemente de Cartagena, faz muuuuito frio na capital colombiana, além de ter uma bela altitude!

Para chegar e deixar o Aeroporto de Cartagena, prefira os táxis credenciados do aeroporto, que farão o trajeto até seu hotel em pouco tempo e cobrando o justo. O preço é fechado antes de entrar no carro e o percurso entre o aeroporto e o centro da cidade dura entre 10 e 15 minutos e custa cerca de 12.000 COP (R$12). 

• Navio: quem curte fazer viagens de navio? Há cruzeiros pelo Caribe que fazem paradas na cidade, permitindo que os passageiros saiam do navio por algum tempo e possam conhecer um pouquinho de Cartagena, mas dificilmente será tempo suficiente.

 

Informações úteis

  • A voltagem em Cartagena é de 120V
  • A moeda utilizada é o peso colombiano, o COP. Tenha sempre dinheiro em espécie pois nem todos os lugares aceitam cartão.
  • Ande sempre com muita água para se hidratar, especialmente em dias que for andar a pé.
  • O supermercado Êxito dá conta de te atender caso queira comprar uns snacks para os passeios. É uma rede presente em vários pontos da cidade.
  • Os táxis não são caros, sugiro sempre negociar o preço antes, sabendo que 15.000 COP é o preço para o local mais distante, que é o aeroporto e portanto em qualquer outra corrida você deve pagar menos que isso.
  • A cidade amuralhada é considerada bastante segura pois tem entradas e saídas específicas, além de bastante câmeras pelas ruas. Então você não precisa ter medo de andar por lá, nem mesmo à noite. Fica tranquila!

Qualquer outra dúvida, pode deixar aqui nos comentários, ok? ;)

Amanda.