Assistindo ao nascer do sol na Praia de São Conrado

NASCER-DO-SOL-RIO-CAPA.jpg

Alguém aí tem costume de assistir ao nascer do sol? Creio que todo mundo tem alguma dificuldade ao acordar cedo para um programa desse tipo, mas é fato que vale muito a pena! No post de hoje vou contar como foi meu planejamento e experiência assistindo ao nascer do sol na Praia de São Conrado, aqui no Rio de Janeiro.

LINHA-CINZA.png

Existe alguns pontos ideais para assistir ao nascer do sol na cidade maravilhosa, como a Praia Vermelha, o Mirante Dona Marta e a Pedra Bonita, por exemplo. Na semana passada, fui a uma festa na Estrada do Joá, em São Conrado e acabei ficando até a hora do nascer do sol, o que me permitiu ter um rápido gostinho dessa experiência. Depois desse dia, decidi então, me planejar para ir assistir ao nascer do sol ali na areia da praia mesmo, com calma e tranquilidade.

Leia também o post: Tudo que você precisa saber para fazer a trilha da Pedra Bonita

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-07.JPG
LINHA-CINZA.png

Motivos para assistir ao nascer do sol

1- Contato com a natureza

O nascer do sol é uma das coisas mais especiais e impressionantes na Terra, como se fosse um presente nos dado todos os dias de manhã. Ultimamente tenho dado muito valor e tentado colecionar momentos como esse, e hoje vejo o quão gratificante eles são: geram insights, nos inspiram, nos motivam e nos fazem sorrir sem gastar nada por isso.

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-08.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-05.JPG

2- Promover reflexões

Puxando do tópico anterior, não tem como admirar um nascer do sol e não pensar no nosso papel aqui nessa vida. Se algo tão grandioso nasce com tanta intensidade na frente dos nossos olhos, por que não podemos também renascer todos os dias com a mesma grandiosidade? Esse poder nos foi dado e só depende da gente querer.

Me sinto muito inspirada a ser uma pessoa melhor, motivada a fazer um trabalho profundo, que deixe um legado para o mundo, além de entender o que de fato vale a pena e o que não vale. Nesses momentos a gente pensa, quanto stress a gente passa sem necessidade.

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-27.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-24.JPG

3- Gastar pouco ou nada

Vocês conseguem ter noção de que esse espetáculo pode ser gratuito - ou quase de graça? O máximo que você vai precisar é o dinheiro para o deslocamento e alguma comidinha, nada além disso. E o retorno pode ser maravilhoso!

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-21.JPG

4- Ter fotos incríveis

Se você é como eu, e ama tirar fotos bonitas, já deve saber que os horários logo após o nascer e pré pôr do sol, são as mais incríveis. Essa é uma oportunidade de aproveitar a golden hour e tirar fotos lindas, seja de look, seja da paisagem - ou dos dois juntos!

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-19.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-18.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-20.JPG

5- Curtir um tempo sozinha (ou entre amigas)

Por último, essa pode ser uma ótima oportunidade de tirar um tempo pra si, ler um livro ou ficar sozinha com seus pensamentos, fora de sua casa ou sua zona de conforto. Com certeza, você sairá de lá mais inspirada. Você pode também, reunir um grupo de amigas e passar esse período com elas, numa espécie de picnic onde possam jogar conversa fora ou fazer uma reunião temática. Não vai ter tempo ruim!

LINHA-CINZA.png

Como acordar cedo

O primeiro passo para isso acontecer é, definitivamente, o planejamento. Não adianta querer assistir ao nascer do sol sem saber o horário, o que levar e onde ir.

1- Veja o horário e a localização exata

Isso muda ao longo do ano. Em Novembro, por exemplo, já estamos com o horário de verão, e o sol nasce no lado esquerdo da praia, por volta das 6h da manhã. Em outras épocas isso muda.

2- Programe o despertador

Não adianta colocar o alarme para 5 minutos antes do sol nascer. Tenha em mente quanto tempo você demora para levantar, se arrumar, chegar na praia, e calcule tudo direitinho para que não dê errado.

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-28.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-09.JPG

3- Compre snacks

Parte de acordar cedo para assistir ao nascer do sol é pular o café da manhã em casa. Eu, particularmente, acharia muito estranho comer às 4h da manhã. Por isso indico tomar apenas uma xícara de café e levar as comidinhas para a praia. Eu super teria comprado frutas, mas como decidi meio em cima da hora, acabei passando no supermercado Zona Sul na noite anterior e comprando aquela pizza branca com alecrim e sal grosso. Completei com um suco de laranja e vambora!

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-25.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-14.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-11.JPG

4- Deixe a bolsa pronta

Quando tiver tudo que precisa em casa, arrume a bolsa com os snacks, um livro, uma canga, fones de ouvido, óculos escuros e dinheiro para a água de coco. Se quiser, leve também sua câmera para tirar fotos profissionais. Eu acabei levando apenas o celular por ser medrosa, e ele já me rendeu fotos incríveis, então avalie se acha que a câmera vai fazer muita diferença.

Deixe a bolsa pronta na noite anterior para não precisar se preocupar com isso antes de sair de casa e gerar um stress desnecessário! Planejamento é tudo!

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-31.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-29.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-02.JPG

5- Deixe o look separado

Já que estamos falando de planejamento, separe também a roupa que você vai usar, mesmo que seja apenas um vestidinho e chinelos. Você vai querer ir de biquíni para aproveitar e pegar sol, ou vai voltar direto para casa? Não esqueça também de separar um casaquinho, pois de manhã faz um friozinho em São Conrado.

LINHA-CINZA.png

Como chegar

Bem, a essa hora da manhã o metrô ainda não está funcionando, e os ônibus circulando são bem poucos, além de estar tudo deserto. Indico mesmo ir de carro ou chamar um Uber ou Cabify, que te deixe no primeiro quiosque da praia, próximo a Av. Niemeyer. Ali é o ponto mais perto do sol, embora o outro lado da praia seja o mais comum de se ir.

Curtiu saber um pouco mais sobre o nascer do sol na praia de São Conrado? Então me ajuda a compartilhar esse post! E se você já foi, me conta aqui nos comentários o que achou! ;)

NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-30.JPG
NASCER-DO-SOL-SAO-CONRADO-15.JPG
LINHA-CINZA.png
 
VC-TB-PODE-CURTIR.jpg
 

Tudo que você precisa saber para fazer a trilha da Pedra Bonita

COMO-FAZER-TRILHA-PEDRA-BONITA.jpg

Esses dias fui convidada para fazer uma das principais trilhas do Rio de Janeiro: a trilha da Pedra Bonita. Quando parei para pensar o motivo de nunca ter feito antes, cheguei à conclusão de que eu não sabia explicar o por quê.

A verdade é que eu tinha medo - comparava essa trilha com a da Pedra da Gávea, por exemplo. Mas quando contei para algumas pessoas que eu já havia feito a trilha do Morro Dois Irmãos, elas disseram que eu iria “tirar a trilha da Pedra Bonita de letra”. Dito e feito! Vem ver como foi a minha experiência subindo e o que você precisa saber antes de ir!

LINHA-CINZA.png

sobre a trilha 

Como eu já disse, essa não é uma trilha de dificuldade elevada. Ela fica na escala 1 a 2 de 5 das trilhas do Rio - para se ter uma ideia, tinha criança subindo numa boa! Já to até querendo levar os meus pais também! Rs!

A Pedra Bonita pertence à Floresta da Tijuca, com muita área verde coberta com Mata Atlântica em algumas partes e uma vista maravilhosa de vários pontos da cidade do Rio, incluindo a Zona Sul do lado esquerdo e a Zona Oeste do lado direito.

O tempo de trajeto é de aproximadamente 45 minutos para subir e 30 minutos para descer num ritmo lento - o meu caso! Rs! O preparo físico ajuda, e a garrafinha d’água também! No total, você vai chegar a 696 metros de altura, sem pagar nada pelo visual, ou seja, vale muito a pena!

TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-19.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-24.jpg
LINHA-CINZA.png

Informações importantes

Primeiro de tudo, sugiro fortemente que você feche um grupo, de preferência com homens, para marcar a subida, principalmente se você não é do Rio. A gente sabe que essa não é uma cidade tranquila, então tudo que eu posso fazer para minimizar os danos, eu faço. E por isso não me responsabilizem caso não sigam minhas dicas! :P

Sendo assim, me juntei a mais duas amigas, a Alê e a Ste, e dois homens, o Maycon, nosso fotógrafo e guia oficial, e o Douglas. A presença deles dois, que já conheciam a trilha, nos deixou muito mais seguras, tanto à respeito do trajeto quanto à respeito da segurança, principalmente na hora de descer, quando ficou deserto.

 
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-17.jpg
 
LINHA-CINZA.png

Como chegar

Bem, partindo do princípio que você está com um grupo, vocês podem escolher pegar o metrô até a estação de São Conrado, e lá pegar um táxi, Uber ou Cabify, ou então fazer o trajeto todo até a base da trilha da Pedra Bonita de carro.

Caso você vá no seu próprio carro, tem que chegar muuuito cedo porque quando o estacionamento lota, eles não deixam mais nenhum carro entrar (nem Uber e afins). Esse estacionamento é, na verdade, o estacionamento da rampa de voo livre e você tem que pagar em dinheiro (cerca de 5 reais). 

Por isso escolhemos fazer o trajeto todo de Uber mesmo, que nos deixou bem na guarita onde há o portão para a entrada do “parque”, assim dizendo. Essa entrada fica na Estrada das Canoas, e você pode subi-la por São Conrado ou pelo Alto da Boa Vista vindo da Tijuca. Atenção: muita gente não sabe, mas o parque tem horário de funcionamento, que é de 8h às 17h, estendendo até as 18h no horário de verão.   

Mas não adianta chegar, por exemplo às 16h. O horário limite para subir é de 2 horas antes do fechamento, ou seja, às 15h. Também tem gente que pensa em pernoitar ali para assistir ao nascer do sol, o que deve ser incrível, realmente, mas não indico. Não há segurança fora do horário de funcionamento, além disso já ouvi alguns casos de assalto ali. Pense bem se vale a pena!  

Quando você chega no “parque”, você ainda não está na trilha, é preciso subir numa pista bastante íngreme até chegar ao início da trilha em si. Acredite: esse primeiro trajeto é a pior parte! Passando ele, é só seguir o caminho de terra que tem 1257 metros de caminhada e em pouco mais de 30 minutos você terá chegado no topo!

TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-25.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-10.JPG
LINHA-CINZA.png

Quando ir

Sobre o horário, reserve a parte da manhã ou da tarde para isso. Nós decidimos ir depois do almoço, chegando lá por volta das 14h e retornando às 17h, horário em que o parque fecha. Como disse acima, o horário limite para a subida costuma ser às 15h - provavelmente 16h no horário de verão.

Eu achei um bom negócio, mas se você quiser ir de manhã, poder pegar uma luz boa e ficar mais tempo, aí é com você! Nos finais de semana a trilha costuma ficar mais cheia. Fui num sábado e tinha pouquíssima gente lá em cima, por volta das 15h. No verão e no Carnaval é que deve fazer mais diferença mesmo! 

Não recomendo que programem de ir em dias nublados com possibilidade de chuvas, pois obviamente, você pode correr o risco de não ver nada lá de cima, e ainda se machucar deslizando na trilha ou nas próprias pedras, se estiverem molhadas. Acredito também que a entrada da trilha nem deve ficar aberta durante esses momentos de instabilidade. Fica a dica!

LINHA-CINZA.png

O que vestir

Roupas confortáveis e tênis apropriado são as peças chave. Eu escolhi ir de calça legging por conta dos mosquitos, mas vi muita gente de shorts e roupa de praia também. Fica a seu critério! Recomendo não ir com itens de ouro para obviamente, não chamar muita atenção. Devido ao calor, fui com uma blusa branca, que tirei ainda na subida, ficando só de top na parte de cima por conta do calor.

TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-21.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-22.jpg
LINHA-CINZA.png

O que levar

Assim como para todas as outras trilhas, você não pode esquecer:

• o repelente
• a garrafinha d’água com no mínimo 1 litro d’água
• algum snack salgado, de preferência um sanduíche e algum snack doce (no meu caso tenho que andar com os dois)
• protetor solar pelo menos para o rosto
• protetor labial
• óculos escuros
• viseira caso goste de proteger o rosto (eu levei mas não usei)
• elástico para prender o cabelo
• uma toalhinha para limpar o rosto
• uma escova se quiser ajeitar o cabelo para as fotos :P
• um tênis apropriado (algumas partes são escorregadias)
• talvez um desodorante (hehe)
• e seus materiais fotográficos, é claro! 

Como se trata de uma montanha com diversas camadas de vista, se é que vocês entendem o que eu quero dizer, a câmera do celular pode não captar muito bem os detalhes do visual, por isso indico que vocês chamem o Maycon para ir com vocês e deixa as fotos por conta dele!

Um passeio desse merece registros incríveis, e se você não é fotógrafo, dificilmente vai conseguir ter a mesma qualidade. Além de fotógrafo, o Maycon é guia, também entende de exercícios físicos, nutrição e tudo que você precisa para se sentir segura! Pode confiar nele! 

Com o nosso grupo, funcionou super bem! Ficamos todos amigos, no final já estávamos ouvindo música e dançando na trilha! Hahahaha quase uma festa!  

LINHA-CINZA.png

 A vista 

Vamos terminar na melhor parte, contando sobre a vista lá de cima! Conseguimos ver muito bem a Pedra Bonita quando estamos lá embaixo em São Conrado, não é mesmo? Pois bem, o contrário também se aplica: conseguimos visualizar muito bem o bairro de São Conrado lá de cima, além de toda a sua continuação. Logo após o Morro Dois Irmãos, podemos ver as praias do Leblon e Ipanema, e uma parte da Lagoa Rodrigo de Freitas.

Mais à esquerda, é possível ver o Cristo Redentor, um dos maiores pontos turísticos do Brasil, e à direita da Pedra da Gávea, que é a Pedra com a outra trilha que fica ali ao lado, você consegue ver o bairro da Barra da Tijuca, até o Recreio dos Bandeirantes em dias com maior visibilidade. Demais!

Você também pode observar a Floresta da Tijuca, a Mata Atlântica, que teve uma parte devastada e replantada, além dos sons dos pássaros e da paz que é estar ali em cima. Posso afirmar que essa subida vale muito a pena e não vejo a hora de repetir isso tudo! Sem contar que exercício físico ao ar livre é sempre bom, e você vai sair de lá com as energias renovadas!  

TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-09.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-11.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-12.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-13.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-16.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-28.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-08.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-14.jpg
LINHA-CINZA.png

Fotos profissionais

Como eu já disse anteriormente, combinei com o fotógrafo e guia Maycon, de tirar fotos profissionais lá em cima para guardar os registros. Agora é a hora de vocês verem como ficou o resultado do trabalho dele, numa série de fotos que tiramos enquanto nos divertimos muito lá em cima. Reparem na diferença da qualidade das fotos acima, que foram feitas com celular, para as fotos abaixo, com a câmera do fotógrafo!

TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-01.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-02.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-05.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-07.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-04.jpg
TRILHA-PEDRA-BONITA-RIO-06.jpg

Fiquei com vontade de imprimir essas fotos no estilo poster, só não tenho onde pendurar! Rs!

Para marcar com o Maycon, você pode entrar em contato pelo Direct no Instagram: @maayconnunes ou pelo número: 21 99266-8994.

Espero que tenham gostado da dica de hoje e que aproveitem muito o que essa cidade do Rio de Janeiro tem a oferecer!  <3

Leia também

Projeto Mescla: 6 atitudes diárias pelo nosso bem estar

Como se manter hidratada: 6 dicas para começar a beber água ao longo do dia

Conhecendo o restaurante Luce Cucina & Carbone no Fashion Mall

Dicas para um fim de semana de refúgio na Ilha da Gigóia



Beijocas,
Mandzy.  

LINHA-CINZA.png
 
VC-TB-PODE-CURTIR.jpg
 

Caderno do autoconhecimento: como criar o seu

CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-CAPA.jpg

Oi gente! Estou MEGA feliz por compartilhar esse post com vocês hoje - quem me conhece sabe que eu já uso o meu caderno do autoconhecimento há cerca de 1 ano e meio, e ele só me traz energias boas! Agora você já pode se inspirar e criar o seu também! <3

Primeiro de tudo: o que é um caderno do autoconhecimento? Bem... vou ser sincera... eu provavelmente não fui a pessoa que inventou esse "item", mas também nunca pesquisei na internet à respeito, justamente porque queria que esse caderno tivesse o meu jeitinho. Então hoje vou contar aqui como surgiu a ideia e o que vocês podem anotar nele!

LINHA-CINZA.png
 
CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-06.jpg
 

O objetivo do caderno é fazer você escrever o máximo possível, registrando acontecimentos, aprendizados e inspirações vindos de fora, mas sempre com uma reflexão do que esses fatos significam para você, lá no seu interior. Com o passar do tempo, você provavelmente vai começar a escrever reflexões internas sem nem mesmo ter um motivo externo para isso. Isso porque você vai ter desenvolvido o hábito de escrever tudo o que é importante para - e durante - o seu processo de autoconhecimento.

Sim, porque como você deve saber, o autoconhecimento é um processo (eterno, diga-se de passagem), e não vai acontecer do dia para a noite. Nesse caderno você tem a chance de aproveitar um material físico para soltar tudo que se passa na sua cabeça em relação ao seu crescimento e suas descobertas, além de esvaziar a sua mente - nada melhor do que essa sensação! 

CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-08.jpg

Você pode escolher usar o seu caderno como um diário, escrevendo todos os dias à noite, por exemplo, ou apenas quando sentir necessidade. Eu não quis ter a obrigação de escrever todos os dias, então optei pela segunda opção. Acabo escrevendo semanalmente, ou sempre que volto de algum workshop, bate papo ou curso relacionado ao autoconhecimento.

O ganho mais importante de registrar tudo no seu caderno, é que você vai poder voltar e reler sempre que quiser, e medir todo o seu desenvolvimento. Por isso, é importante anotar sempre a data que você escreve - e, caso queira, o lugar no qual você escreve. Dessa forma, você vai compreendendo o seu caminho, o por quê de ter passado por cada etapa desse processo até chegar onde está hoje.

CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-05.jpg
CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-01.jpg
CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-07.jpg
LINHA-CINZA.png

Passo a passo para a criação do caderno:

1- Compre ou faça um caderno (tem muitos DIY no YouTube ensinando encadernação e essa pode ser uma ótima maneira de você se conectar com esse item, antes mesmo de começar a escrever nele). Caso não seja de seu interesse, encontre um caderno ou compre um caderno que melhor se adeque ao seu estilo de escrita: com pautas, bullets, ou em branco.

2- Comece escrevendo o seu nome na primeira página e um telefone para contato caso você o perca - acredite, você vai querer tê-lo de volta! Rs!

3- Na segunda página, cole algumas imagens de revistas com fotos ou significados que representem você lá no seu interior. Qual o seu signo? O que você gostava de fazer quando era pequena? Qual o seu maior sonho? Faça uma colagem sem grandes preocupações e aí siga para a página seguinte.

CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-02.jpg
CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-10.jpg
CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-11.jpg

4- Você pode fazer a roda da vida para entender qual área da sua vida precisa de mais atenção e lá na frente comparar o resultado. Mas nada disso é obrigação, viu?

5- A obrigação mesmo é que você comece a escrever e agora vou dar alguns exemplos de pensamentos e informações que coloquei nas primeiras páginas do meu caderno.

• Logo após uma sessão com a astróloga, anotei tudo que ela me falou sobre o meu ano astral;

• Um dia resolvi fazer uma terapia dos chakras e então cheguei em casa e anotei tudo que havia concluído durante a sessão;

• Passei pelo processo completo de coaching, que durou 10 sessões. Escrevi o resultado de cada uma dessas sessões, além de "fazer o dever de casa", anotando sempre minhas metas e objetivos também ali; É nesse caderno que estão os meus valores, sabotadores, minha missão e propósito de vida, minha análise SWOT... e sempre que algo começa a se perder na minha mente, volto para reler. 

• A leitura divinatória através de tarô e baralho cigano na mandala astral também foi algo que trouxe muita reflexão para o meu caderno;

• Anotei também à respeito de tipos de oração e meditação como a oração do Hoponopono;

• Após fazer um workshop sobre Introdução ao Mindfulness, anotei todos os livros, tipos de meditação que aprendi e quais funcionaram melhor para mim, além de toda a teoria sobre as práticas e benefícios do Mindfulness;

• E por aí vai!

CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-03.jpg
 

Hoje, 1 ano e meio depois, as páginas estão chegando ao fim, então vou recomeçar num segundo caderno. Para que isso não aconteça, você pode optar por ter um fichário, onde vá adicionando folhas sempre que elas forem acabando. Sinta-se a vontade para escolher o melhor método para você!

 
CADERNO-DO-AUTOCONHECIMENTO-04.jpg
LINHA-CINZA.png

Como eu posso te ajudar a manter o caderno?

Aos poucos, vou postando no Instagram Stories algumas reflexões para você escrever no seu caderno, assim você mantém um ritmo de escrita e vai tendo sempre novas ideias. Ah, e se você criar sempre metas e validar os seus resultados, o seu ganho pode ser ainda maior. E isso vai te trazer uma ótima sensação de bem estar!

Além disso, também tenho um projeto chamado MESCLA, onde lancei um desafio com o objetivo de sermos uma pessoa a cada dia mais consciente. O desafio envolve 6 atividades: meditação, exercícios físicos, sorrisos, compra consciente, leitura e alimentação saudável. Por isso o nome M-E-S-C-L-A. E você pode aproveitar o caderno para anotar o seu desenvolvimento durante esse desafio! :)

Clica aqui para ler o post onde explico melhor sobre o PROJETO MESCLA.

Espero que tenha curtido a ideia e me conta se você já começou o seu!

Beijocas,
Mandzy.

LINHA-CINZA.png
 
VC-TB-PODE-CURTIR.jpg