Península de Maraú: como não amar Barra Grande?

Entre as tantas belezas naturais da Península de Maraú, o Rio Carapitangui não pode ficar de fora do seu roteiro. É lá que se encontra o famoso Bar da Rô, ou Rô Gastronomia, super apreciado na hora do pôr do sol. Fora isso, há outros pontos que você pode se acomodar, como a Casa do Salvador, um novo bar que fica um pouco mais à frente. Cada um com sua própria vibe, você pode escolher agora onde prefere passar seu fim de tarde.

Bar da Rô

Com drinks e pratos finos como lagostas, peixes, carnes e risotos, esse é o point do verão dos cariocas e paulistas badalados. Diversos artistas, blogueiras e celebridades brindam o pôr do sol no bar da Rô em suas férias. O visual de lá é realmente incrível e você pode ficar no deck ou na parte de dentro, conforme preferir. Você pode alugar uma prancha de SUP enquanto sua comida não chega ou dar uma caminhada na beira do Rio.

No dia que fui o céu estava com muitas nuvens, mas ainda assim o pôr do sol foi lindo. A cor da água do rio é maravilhosa e a vibe única. No Bar da Rô, especificamente, estava tocando house music, apesar do público no dia ser de um pessoal mais velho.

Casa do Salvador

Inaugurado neste verão, a Casa do Salvador traz um clima bem mais roots! Confesso que curti os dois bares da mesma forma, sendo que este não fica exatamente de frente para o rio, fica mais no meio da areia mesmo. Por ali, nada de house music! O que manda é o violão ao vivo sentado na esteira. Sucos, batidas de frutas e um pequeno cardápio de comida também estão disponíveis.

Adorei o estilo do bar, todo feito de cabanas e estampa floral, e uma vibe "pega sua esteira e senta aí"! Pena que não tive muito tempo pois ainda ia seguir de lá para Itacaré e meu guia foi me buscar bem na hora que o sol se pôs!

Ainda na península está localizado Barra Grande, o vilarejo que concentra a maioria das pousadas e restaurantes da região, além da praia propriamente dita e do Rio Carapitangui falado acima. É lá do píer que saem os principais passeios de barco, tanto de escunas quanto de lanchas e onde ficam localizadas algumas piscinas naturais ótimas para mergulho.

Nessa região é possível encontrar várias lojinhas rústicas, e às vezes rola shows ao vivo de bandinhas locais. Quando fui, a atração da noite era uma banda de reggae começando a se apresentar às 20h. Lembrando que antes das 18h o Boulevard não funciona, então aproveite bastante a praia durante o dia e deixe para conhecer o Boulevard à noite.


- Leia também -