ATENAS: SUPER GUIA DE VIAGEM

ATENAS-GRECIA-AK.jpg

A cidade de Atenas, além de capital da Grécia, é um dos maiores pontos da história ocidental que ainda monumentos, esculturas e outras relíquias que datam do período V a.C - cerca de 500 anos antes de Cristo!

Visitar Atenas é muito enriquecedor, e também pode ser bastante prazeroso caso você tenha as dicas certas. Passei dois dias na cidade e consegui separar algumas boas dicas para vocês aqui nesse super guia! Preparada?

ak-separador-de-post-1.png
BANNERS_VIAGEM-01.jpg

Todo mundo diz que dá pra conhecer Atenas em dois dias. E esse realmente foi o tempo que eu tive lá, mas também sou super a favor de separar mais tempo para conhecer mais a fundo o alto número de atrações da cidade com tanta história por trás. Por esse motivo tenho muita vontade de retornar à Atenas com mais calma e explorar mais da gastronomia e história do local.

Atenas é uma cidade grande, com trânsito no horário de rush e problemas como muitas cidades grandes do mundo, mas ao mesmo tempo ela tem uma vibe muito interessante, pois não pára. Tem restaurantes e bares abertos a noite toda, ruelas super charmosas, diversos museus escondidos…Isso tudo faz dela uma cidade bastante intensa.

Aproveite ao máximo sua estadia em Atenas!

TEMPLO-DE-ZEUS-ATENAS.jpg
TEMPLO-DE-ZEUS-ATENAS-2.jpg
ak-separador-de-post-1.png
BANNERS_VIAGEM-07.jpg

Tour

Free Walking Tour: recomendo fortemente caso você tenha entre 3 e 5 dias na cidade. Dessa forma você consegue ter um overview da cidade e captar bastante informação histórica, cultural e geográfica da cidade em cerca de 3 horas. Se você tem apenas dois dias, como eu, acaba ficando muito corrido para fazer o tour e ainda entrar nos pontos turísticos.

Pontos Turísticos

Templo de Zeus: construído entre os séculos V a.C. e I a.C. pelo imperador romano Adriano, o templo sofreu muito com o passar do tempo. Muitas das pilastras em mármore foram roubadas e tiveram que ser substituídas. Das 104 colunas, apenas 15 permanecem em pé. Ao longo do tempo se tornou um dos maiores e mais imponentes templos da cidade e só por isso já vale a visita.

ATENAS-TEMPLO-DE-ZEUS.jpg

Arco de Adriano: fica em frente à entrada do Templo de Zeus Olímpico, representando a divisão da antiga Atenas para a Atenas do imperador romano Adriano. Se você for ao Templo de Zeus, inevitavelmente vai passar por ele e poderá enxergar a Acrópolis de um novo ângulo: de dentro do arco!

ARCO-DE-ADRIANO-ATENAS.JPG
DETALHE-ARCO-ADRIANO.JPG

• Estádio Panatenaico: pertinho dessas outras atrações está um dos mais antigos estádios do mundo com capacidade para até 50 mil pessoas. Confesso que não fui, mas quando olhei as fotos me arrependi imediatamente! Ele também data do século V a.C., apesar de ter passado por renovações assim como outros pontos de Atenas.

Importante! É possível comprar o ingresso combinado que dá direito à visita à Acrópole e algumas outras atrações na entrada do Templo de Zeus ou na entrada da Acrópole. Você pode preferir visitar o Templo de Zeus que não tem tanta fila e garantir os ingressos ou então chegar bem cedo na Acrópole pata não pegar uma fila gigante.

 Museu da Acrópole: construído apenas em 2009 todo em vidro, o museu conta a história da Acrópole de forma bem interativa e interessante. Dá para passar um dia inteiro lá tentando entender cada detalhe, e aproveitando para almoçar lá dentro mesmo, no restaurante com vista privilegiada para a Acrópole!

Fica de olho porque ele não abre às segundas!

Acrópole: o ponto turístico mais importante e cartão postal de Atenas que significa “cidade alta”. Fica a 150m acima do nível do mar e abriga os principais templos e teatros construídos a partir do século V a.C. É lá que está o templo mais importante de Atenas, o Partenon, na parte mais alta, e consequentemente mais próxima do céu.

acropole-de-atenas.JPG

• Ágoras: Na antiguidade, existiram duas Ágoras na capital grega: a Ágora de Atenas e a Ágora Romana. Eram espaços abertos que com construções importantes da vida política e social da cidade. As duas ficam no famoso bairro de Plaka, bem próximas uma da outra.

A Ágora de Atenas era o centro da cidade, local importante para debates e tomadas de decisões que envolviam política, religião e até peças de teatro e competições esportivas. Já a Ágora Romana serviu de local onde os atenienses discutiam assuntos relativos à cidade, como leis, obras públicas, entre outros.

A Ágora de Atenas data do século VI a.C. vale a visita tanto por sua relevância histórica quanto por abrigar ol templo de Hefesto, que é o templo mais bem conservado da antiguidade grega. Além disso, a Ágora Antiga ainda possui uma linda vista da Acrópole, um museu e uma igrejinha bizantina, que vale uma visita para ver seus afrescos.

A Ágora Romanadiferentemente da Ágora Antiga, foi construída entre 19 a. C. e 11 a. C., durante o período de domínio dos Romanos, pelo imperador romano Augustus e mais tarde ampliada por Adriano. Nessa época, o centro político da cidade passou da Ágora Antiga para lá, e a Ágora Romana passou a ser o local então onde os atenienses discutiam e votavam questões relevantes para a sociedade.

Se você for à Ágora Romana não deixe de observar a Torre dos Ventos, uma torre de mármore octogonal, considerada a primeira estação meteorológica do mundo. A estrutura construída por volta de 50 a.C., conta comi uma combinação de relógios de sol e água e uma ventoinha.

• Monte Licabeto: é o ponto mais alto de Atenas, a 277 metros acima do nível do mar. Turistas podem pegar um funicular a partir do bairro de Kolonaki até o alto do monte. Lá em cima, allém dos mirantes com vista, existem alguns restaurantes e uma capela. Para chegar de de metrô, as estações mais próximas do Funicular Licabeto são Evangelismos e Panepistimio.

MONTE-LICABETO-ATENAS.jpg





Bairros

Plaka: o bairro mais cool de Atenas, merece um momento de atenção. Entre em todas as lojinhas fofas, prove o tradicional gyros grego, pare para um café e aproveite todo o charme desse bairro.

lojinhas-plaka-atenas.JPG
lojinha-tipica-atenas.JPG

Monastiraki: vizinho a Plaka, esse é um dos distritos comerciais mais famosos da antiga Atenas e bomba tanto de dia quanto de noite. A Praça Monastiraki é uma das mais animadas da capital grega, onde fica a estação de metrô de mesmo nome e diversas lojas e restaurantes. O nome desse bairro se dá por conta de um antigo mosteiro que havia no lugar.

Algumas das principais atrações são o Mercado das Pulgas, a Mesquita Tzistarakis onde hoje funciona o Museu Grego de Arte Popular, a Biblioteca de Adriano e Ágora Romana. Mas o melhor de Monastiraki é andar sem rumo pelas ruas de comércio popular, observar o artesanato local, e curtir a gastronomia, principalmente na Rua Adrianou.

• Kerameikos: bairro super cool e bem frequentado pelos jovens à noite com muitos bares. pubs e restaurantes, vários deles com narguilés nas mesas e DJs tocando. Caso você tenha tempo, sugiro a visita. Dá para chegar facilmente de metrô na estação de mesmo nome!

BAIRRO-KERAMEIKOS-ATENAS.JPG

• Kolonaki: o bairro nobre de Atenas. Quem gosta de sair do centro vai adorar conhecer essa área!

ak-separador-de-post-1.png
BANNERS_VIAGEM-06.jpg

O que comer


Minha primeira dica para quem visita Atenas é: não deixe de experimentar os pratos locais!

Você sabia que apesar de Atenas ser uma cidade super turística, os preços não são tão altos quanto os preços dos restaurantes na Ilha, além da enorme diversidade de lugares tanto para almoçar, quanto para jantar ou apenas tomar alguns drinks.

Alguns pratos tradicionais da cozinha grega sofrem influência turca, outros não. Você pode e deve provar:

• Moussaka: é uma espécie de lasanha com berinjelas, sem massa. Leva carne de cordeiro, molho branco e outras iguarias e é considerado um dos pratos mais famosos da Grécia!

• Iogurte Grego: aparece em diversos pratos nos cardápios dos restaurantes, e é usado inclusive junto à pratos salgados, além de sobremesas. Também experimentei na forma de sorvete e adorei!

• Souvlaki e gyros: são relativamente parecidos e muito baratos por lá. Vale super a pena experimentar, e se você curtir pode até economizar comendo gyros todos os dias!

Salada Grega: acompanhada de queijo feta, por favor! Pode ser feita com figo, pepino, azeitonas…

Queijo Feta: por si só como entradinha, com azeite de oliva local e orégano. Incrível!

Pão Pita com molho Tzatziki: essa era outra entrada que eu adorava nos restaurantes. Esse molho é super refrescante, perfeito para a hora do almoço com aquele sol de 40 graus durante o verão.


Onde comer


Plaka e Monastiraki são os bairros onde você mais vai encontrar opções. Mas é claro que em toda a cidade há cafés com comidas tradicionais.

Gods’ Restaurant: na rua em frente à estação da Acrópole, há vários restaurantes interessantes para um brunch antes da visita ou memso para late lunch após a visita ao maior ponto turístico de Atenas.

ALMOCO-SALADA-GREGA-ATENAS.JPG
ALMOCO-RIBS-ATENAS.JPG

Escolhemos visitá-lo pela manhã, e saímos bem na hora da fome apertar. Passamos por alguns restaurantes, mas o Gods foi o que mais nos chamou atenção. E não nos arrependemos: os pratos estavam deliciosos e o atendimento foi excepcional!

360: rooftop que é super badalado desde um happy hour até um jantar romântico mais tarde da noite. Tem um tamanho razoavelmente grande, então possui essa característica mais festiva e animada. Perto dali é possível encontrar outros rooftops mais calmos.

A For Athens: esse foi o rooftop que escolhemos para passar nossa primeira noite na cidade, num clima mais intimista. Subimos para conhecer e achamos bastante agradável então decidimos ficar para alguns drinks mesmo cansadas da viagem. A vista da Acrópolis toda iluminada à noite é algo indescritível, então não queríamos mais sair dali!

A-FOR-ATHENS-ROOFTOP.jpg

• Hytra: possui diversas opções de menu degustação e vale a ida para os amantes da alta gastronomia. De lá também é possível ter uma vista linda para a Acrópole de todas as mesas do terraço. O restaurante inclusive ostenta uma estrela Michelin, então reserve sua ida com antecedência.

ak-separador-de-post-1.png
BANNERS_VIAGEM-03.jpg
CHEGANDO-EM-ATENAS-AVIAO.JPG

• De avião: chegamos no aeroporto internacional de Atenas com bastante bagagem e depois de 20 horas voando desde o Brasil (ufa!), por isso resolvemos tomar um taxi no aeroporto que custava 38 euros até o Centro, e consequentemente até o hostel. Mas o metrô na cidade funciona muito bem, e caso você queira economizar, em cerca de 45 minutos você faz o mesmo trajeto, saindo de dentro do aeroporto por cerca de 8 euros.

De ferry: se você resolver começar sua viagem pelas ilhas da Grécia como Mykonos e Santorini, e depois sair do país de Atenas, você também tem a opção de tomar um ferry para Atenas, chegando em um dos dois portos: Pireu (Piraeus) ou Rafina, que fica mais próximo do aeroporto, porém mais longe da cidade!

ak-separador-de-post-1.png
BANNERS_VIAGEM-04.jpg
COMO-LOCOMOVER-ATENAS.JPG

Metrô: há várias formas de se locomover em Atenas, e como eu disse o metrô é uma delas. Mas tenha atenção, porque pode ser um pouco confuso comprar os tickets, então minha dica é pedir ajuda de alguém que fale inglês na estação. Foi assim que conseguimos entender como inserir as moedas e retirar o bilhete duplo para chegar às estações corretas.

• Patinete: a febre dos patinetes também chegou à Atenas, e há algumas empresas que oferecem o serviço de aluguel, basta você encontrá-los na rua e seguir o passo a passo descrito. Não recomendo para longas distâncias.

• Táxi: não acho a opção ideal por ser bem mais caro e não ser tão confortável. Muitos carros são antigos, não possuem ar condicionado, alguns dos motoristas não falam inglês e não fazem corridas por taxímetro, apenas por preços fechados, principalmente nas áreas turísticas. Ainda tem a questão da bandeira 2, então tem que ficar ligada!

• Ônibus: sinceramente? não recomendaria. O metrô parece mesmo ser o melhor transporte público, e ainda te livra do trânsito de cidade grande que existe em Atenas.

ak-separador-de-post-1.png
HOSTEL-BED-STATION-ATHENS.jpg

Hostel Bed Station: é um ótimo hostel para quem procura dormir com tranquilidade, mas curtir a cidade dia e noite. Localizado a 50 metros da estação de metrô Kerameikos, você encontra diversos bares, restaurantes e lojas de conveniência nos entornos do hostel. Além disso, achei as instalações limpas e confortáveis, e amei o atendimento na recepção. Super indico para quem não pretende gastar mais de 20 euros numa noite!

Faça a sua reserva pelo Booking aqui!

Hotel Royal Olympic: se você busca uma ótima localização aliada ao luxo de um hotel 5 estrelas, essa é a melhor opção para você. A poucos passos da Acrópolis e em frente ao Templo de Zeus, o hotel conta com uma piscina ao ar livre para refrescar nos dias quentes de verão, além de uma academia para quem quer manter o ritmo!

Ainda há um bar e restaurante na cobertura chamado Ioannis com vista panorâmica para a Acrópole e para o Monte Lycabettus.

Faça a sua reserva pelo Booking aqui!

Para qualquer outra dica, deixe sua mensagem nos comentários!

Beijocas,
Mandzy.

ak-separador-de-post-1.png
 
VC-TB-PODE-CURTIR.jpg