GRÉCIA: INFOS, ROTEIROS & DICAS

MYKONOS-TOWN-GRECIA.jpg

Como eu já comentei aqui no blog antes, a Grécia deve ser um sonho de qualquer viajante, seja ele jovem ou não. Apesar de estar passando por uma longa crise desde 2009, o país recebe a cada ano mais e mais turistas interessados em conhecer a história local, as ilhas paradisíacas e, claro, as festas de Mykonos!

Se você quer saber um pouco mais sobre a Grécia e montar o seu roteiro de viagem, vem comigo que eu vou te mostrar o melhor que o país tem a oferecer!

ak-separador-de-post-3.png

Infos

A Grécia é um país do Sudeste Europeu que tem como capital e berço da civilização ocidental Atenas. Possui um território de 131.957 km² com milhares de ilhas espalhadas por dois mares: o Egeu ao Leste e o Jônico ao Oeste. Localizado na extremidade sul dos Bálcãs, na península do Peloponeso, a Grécia está separada do continente pelo canal de Corinto e faz fronteira com Turquia, Albânia, Bulgária e Macedônia. Você pode facilmente incluir um desses países no seu roteiro junto à Grécia!

O clima mediterrâneo do país é marcado por verões quentes, secos e suaves e inverno chuvoso. Suas principais atividades estão voltadas para turismo, comércio e serviços, e a população chega a 11.300.000 de habitantes. A língua falada é o grego, mas a maioria das pessoas fala inglês nos pontos turísticos, o que não é uma barreira para visitar o país!

A história conta que a Grécia começou a ser habitada entre 3.000 e 2.000 a.C., mas o período de apogeu da cultura grega foi no século 5 a.C., quando o Parthenon de Atenas foi erguido. Alexandre, o Grande, foi uma grande figura, e ajudou na expansão da cultura grega pela Pérsia, Índia, Egito e todo o Mediterrâneo. A independência do país como conhecemos hoje aconteceu só no ano de 1829!

ACROPOLIS-ATENAS-PARTENON.jpg
ATENAS-PARTENON-ACROPOLIS.jpg
ATENAS-TEMPLO-DE-ZEUS.jpg
ak-separador-de-post-3.png

Roteiros

O seu roteiro pela Grécia vai depender da quantidade de dias de viagem que você tem. Atenas é uma cidade imperdível, que considero um investimento para a sua cultura, que você não pode deixar de visitar. A boa notícia é que ficando entre 1 e 2 noites você já consegue conhecer bastante a capital da Grécia!

Roteiro de 5 noites:
• 2 noites em Atenas
• 3 noites em Mykonos

Com esse roteiro você já consegue ter uma visão geral da parte histórica e de uma das principais ilhas do país, que oferece diversas atividades para a galera! Outras ilhas são mais calmas e tranquilas, e eu indico caso você tenha mais tempo no país!

Roteiro de 7 noites:
• 2 noites em Atenas
• 3 noites em Mykonos
• 2 noites em Santorini


Além das noites em Atenas e Mykonos, eu acrescentaria 2 noites em Santorini, outra ilha super turística, e bem romântica para casais. O pôr do sol de Santorini é um dos mais famosos do mundo com vista para o mar Egeu, além da Igreja Ortodoxa, que você precisa conhecer!

Roteiro de 10 noites:
• 2 noites em Atenas
• 3 noites em Mykonos
• 3 noites em Santorini
• 2 noites em Creta

A Ilha de Creta é conhecida como “pequena Veneza” e também vale a visita. Se você incluir essa ilha no roteiro, não perca as Ruínas de Cnossos!

Roteiro de 15 noites:
• 3 noites em Atenas
• 4 noites em Mykonos
• 3 noites em Santorini
• 2 noites em Creta
• 3 noites entre Naxos, Ios, Milos e Zakinthos

As outras ilhas menores como Naxos, Ios, Milos e Zakinthos são bastante procuradas por pessoas que buscam maior tranquilidade ou fugir do óbvio e curtir muitas praias lindas.

Lembrando que minhas ideias de roteiro são focadas em iniciantes. Se você já conhece Atenas e Mykonos, por exemplo, pode explorar muito mais as outras ilhas e curtir períodos de mais calmaria. Agora, visitar a Grécia sem ir à Atenas é como ir à Roma e não ver o papa, certo?

Leia também:

ATENAS: SUPER GUIA DE VIAGEM

MYKONOS: SUPER GUIA DE VIAGEM

CRUZEIRO-GRECIA.jpg
ak-separador-de-post-3.png

Dicas

• A moeda local é o Euro, que torna a viagem um pouco mais cara do que passear pela Croácia, por exemplo, onde a moeda é a Kuna. Se prepare com o planejamento de gastos para não faltar dinheiro. Em algumas das ilhas pode ser mais difícil usar cartão de crédito ou até mesmo sacar dinheiro!

• Não deixe de experimentar a apetitosa culinária da península e suas ilhas, que vai da clássica salada horiatiki acompanhada de pães pita com molho Tzatziki, a incríveis pratos com frutos do mar e os sanduíches ou gyros. Tudo com azeite de olivas local, é claro! Experimente também os vinhos da região e o licor grego Mastiha para fechar a refeição!

SALADA-GREGA-MYKONOS-TOWN.jpg
VINHO-BRANCO-GRECIA-MYKONOS.jpg

• Não há voos diretos do Brasil para a Grécia. É preciso fazer uma conexão em alguma capital da Europa, por isso sugiro sempre fazer uma parada mais longa e aproveitar para conhecer outro país. Eu fui via Madrid, mas você também pode ir via Paris, Londres, Milão, Lisboa, Amsterdã e Zurique, por exemplo! Escolha o que se enquadra melhor no seu estilo de viagem e também no seu bolso!

• Compre múltiplos destinos! Já fiz um post sobre como incluir a Grécia no seu roteiro da Europa usando múltiplos destinos aqui. Não deixe de ler!

• Em Atenas, o aeroporto internacional de Elefetherios Venizelos fica a 27 quilômetros de distância do centro. A vantagem é que possui uma estação de metrô dentro do aeroporto, e caso você tenha pouca bagagem, pode fazer uma viagem mais em conta. O bilhete custa € 6 e leva até o porto de Pireu, a 11 quilômetros do Centro. De ônibus, o percurso sai por € 3,20. De táxi, a corrida custa € 40 em média.

Eu e minha amiga dividimos um taxi de 38 euros, porque estávamos vindo de uma viagem de 20 horas de duração, com malas pesadas, então não compensava pegar o metrô. Mas ainda assim o taxi era bem acabado, não tinha ar condicionado e o motorista fumava.

Caso você queira um maior conforto, indico reservar um carro. Lá eles tem um serviço de motorista em carros pretos grandes, tipo mini vans, que são mais caras, porém a forma mais agradável de se locomover.

E não esqueça de tomar cuidado com os golpes de mudar a bandeira do taxímetro no meio da viagem para cobrar mais caro que alguns motoristas aplicam - sim, na Grécia também tem disso!

• Viajar de avião é uma opção interessante para quem quer visitar as ilhas e tem pouco tempo, já que as distâncias entre elas costumam ser grandes para fazer de ferry. Atenas a Mykonos pode durar 5 horas, por exemplo. As companhias aéreas para voos domésticos são: Olympic Airlines, Aegean Airlines e Sky Express. Caso você decida tudo de última hora, a melhor opção realmente é o ferry.

Leia também:

Como incluir a Grécia no seu roteiro usando múltiplos destinos

Voando pela primeira vez de IBERIA no trecho Rio-Madri-Atenas

FERRY-ATENAS-MYKONOS.jpg

• No geral, o inverno é ameno e o verão, quente e seco, com temperaturas altas — em Atenas, elas podem ultrapassar os 40 graus - eu posso comprovar isso! O frio do inverno só é encontrado nas áreas mais montanhosas ou as mais afastadas do mar. Aliás, a neve é comum nas montanhas mais altas, onde há inclusive pistas de esqui. Você sabia?

• Os meses de julho e agosto são os mais movimentados, o que faz subir os preços de hospedagem, transporte e alimentação. A vantagem é que os transportes aéreos e marítimo aumentam a frequência, mas fica mais difícil encontrar acomodação. Mesmo em Julho, achei as praias de Mykonos bem vazias, mas é, de fato arriscado. Para quem gosta de praias sem multidão, o melhor período é de abril a junho e nos meses de setembro e outubro.

• Brasileiros não precisam de visto para entrar na Grécia! UHUL!

Ficou faltando alguma informação? Deixa aqui nos comentários.

Beijocas,
Mandzy.

ak-separador-de-post-3.png
 
VC-TB-PODE-CURTIR.jpg